Como criar um curso online?

5 minutos para ler

Você é especialista em um assunto e resolveu repassar o conhecimento na internet? A melhor maneira de compartilhar sua experiência é criar um curso online. Aliás, nunca houve melhor momento para ingressar nesta crescente indústria do e-learning do que agora.

Os cursos e as aulas online se tornaram essenciais de uns tempos pra cá, mas principalmente neste período de pandemia. E para te ajudar a montar as suas videoaulas, iniciaremos uma série só sobre isso aqui no blog. Fique de olho!

gráfico com os principais passos de como criar um curso online

Que etapas seguir para criar um curso online?

  1.   Escolha o tema do curso.
  2.   Busque o perfil do seu público-alvo.
  3. Pesquise sobre o tema e o seu mercado.
  4. Analise a concorrência.
  5.   Selecione e estruture o conteúdo.
  6.   Crie um esboço do curso online.
  7.   Escolha a plataforma.
  8.   Desenvolva o conteúdo do curso.
  9.   Verifique se o seu conteúdo é atraente.
  10.   Peça feedbacks do seu curso.
  11.   Faça atualizações

Agora vamos falar mais sobre esses itens, começando pelo passo inicial: a escolha do tema.

Escolhendo o tema

Certamente, o mais importante de todo o processo é escolher o tema que você irá abordar. Nada acontece se isso não estiver definido, certo?

Antes de mais nada, você deve encontrar aquilo sobre o que você sabe falar. Sua especialização, seu prazer. Isso vai determinar todo o desenvolvimento do material e até mesmo a seleção do público-alvo.

Mas não pense que você precisa passar um conhecimento de nível superior. Pense em suas habilidades, seus talentos e também nas experiências de vida pelas quais você passou. Por exemplo: ensinar a fazer seus pratos favoritos.

Você pode focar em um assunto específico – lembrando que abordar de forma muito geral pode não ser interessante para seu aluno. Então, pense que você precisa levar o que você sabe, de forma específica, com finalidade. Esse tema tem que realmente agregar algo à pessoa que comprará seu curso.

Em síntese, se você ama um assunto, é bom nele e tem experiência (formal ou não), então você já tem um tema que funcionará para você.

Outra maneira de selecionar o seu conteúdo é se fazer algumas perguntas, como:

Sou especialista no assunto?

Ser especialista não significa que você precisa ter uma formação nas melhores universidades do mundo. Com certeza, informar sua formação ou a sua história com aquele tema ajuda a criar autoridade no assunto e assim, levar confiança para seus alunos. 

O que chamamos de especialista no assunto é possuir conhecimento em uma área o suficiente para repassar de forma didática para outras pessoas.

Se você já tem um canal ou um perfil no Instagram sobre um tema, com seguidores fiéis, você já tem bagagem suficiente para começar a criar seu curso neste exato momento.

O contrário também pode acontecer. Você quer aumentar ou conseguir seguidores, por exemplo. Nesse caso, um curso online vai te ajudar a estabelecer sua credibilidade e conseguir um público leal.

No entanto não se preocupe se você está começando agora. Credibilidade e autoridade são ítens que pode ser desenvolvidos. Vamos dar mais dicas sobre isso aqui no blog, ok?

Existe público para esse conteúdo?

É muito importante que você faça algumas pesquisas para saber se existe demanda no mercado para o seu projeto. Procure outros cursos com o mesmo assunto. Além disso, confira o que as pessoas estão falando sobre seu tema na internet.

Saiba que ter muita concorrência em sua área não é uma coisa ruim. Isso mostra que há uma grande chance de haver uma forte demanda para esse assunto. Portanto, vale sim a pena investir no seu curso online.

Também faça o seguinte exercício: depois de pensar no tema que gostaria de ensinar, pergunte a si mesmo qual seria a quantidade de pessoas interessadas neste assunto?

Só para ilustrar: você resolveu ensinar “Como fazer um bolo para festas”. 

Tente explorar um pouco mais o tema, abordando: “Como fazer um bolo para festas com decoração de pasta americana”. Como resultado, você seleciona um público atraído a aprender especificamente sobre essa técnica. Por outro lado, se você acrescentar ainda uma decoração de flores no campo de estudo, talvez já feche demais o número de pessoas interessadas. Entendeu?

Super dica!

Aproveite a pesquisa que fez sobre a concorrência e veja quais as lacunas você pode preencher. Em outras palavras, que aspectos pontuais do seu assunto não estão sendo contemplados pelos concorrentes.

Você pode também criar módulos para os cursos. Um para iniciantes e outro para avançados, por exemplo. Desse modo, você poderá inserir alguns pontos introdutórios e básicos, e depois mostrar mais técnicas.

É super válido também fazer cursos longos e curtos. Enfim, o mais importante é que todos esses pontos estão interligados de forma a te tornar uma referência no conteúdo.

Acho que já dá para começar a criar um curso online hein!

No próximo post, falaremos em como montar seu material. Clique aqui e confira. Mas já aproveite para ler algumas dicas sobre o público-alvo nesse post. E, claro, não se esqueça de conhecer melhor nossa plataforma.

Posts relacionados

Deixe um comentário